28/9/2021

Conheça os principais Regimes de Tributação e suas características

Ao abrir uma empresa, é fato conhecido que terá de pagar impostos para o Governo, mas como o recolhimento desses impostos e contribuições é feito? Essa dúvida, bastante recorrente, paira sobre a maioria das pessoas que pretendem se aventurar empreendendo. 

Os regimes tributários, opções permitidas por Lei, são responsáveis por isso.

Mas como eles funcionam? Quais são suas características? Para responder essas e mais perguntas, preparamos este conteúdo, mostrando tudo o que você precisa saber para entender os regimes de tributação e, de quebra, escolher o que melhor se enquadra na sua empresa. 


Leia mais: Nota fiscal: qual a sua importância e quando emitir


O que é Regime Tributário?

O que é Regime Tributário

Regime tributário - ou Regime de Tributação - é o sistema que define o recolhimento de impostos de cada CNPJ, em conformidade com o montante da arrecadação. Isto é, são leis que regem e indicam todos os tributos que as empresas precisam pagar ao Governo. 

Os valores das alíquotas, bem como a base de cálculo, dependem de vários outros fatores inerentes ao negócio, por exemplo: porte, o tipo de atividade exercida, o faturamento, etc.  


Quais são os principais regimes de tributação?

principais regimes de tributação

No Brasil, embora existam mais tipos de regime tributário, há três que são os mais adotados: Lucro Real, Lucro Presumido e Simples Nacional. Falaremos mais sobre cada um abaixo.


1 - Lucro Real

Este regime de tributação é baseado no lucro líquido para a recolhimento do Imposto de Renda e Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL), considerando as receitas, despesas e ajustes previstos em lei. O Imposto de Renda (IR) é estipulado através do lucro contábil da empresa, adicionando também os ajustes demandados pela lei fiscal.

A alíquota é de 15% sobre o lucro real bruto, ou seja, antes da incidência dos tributos. 

Embora seja considerado o mais complexo, também é o mais geral, qualquer empresa pode adotá-lo. Caso opte por esse modelo, o empresário deve ficar atento ao abatimento mensal dos impostos junto aos percentuais que são aplicados na atividade empresarial em questão.


2 - Lucro Presumido

No Lucro Presumido, há uma forma de tributação simplificada do Imposto de Renda (IR) e CSLL, com base em uma estimativa de lucratividade. A margem de lucro utilizada para a apuração está predeterminada em lei e cada ramo de atividade possui seu próprio percentual. 

Sobre o PIS e COFINS, a alíquota é de 3,65% sobre o faturamento, que são calculados de maneira cumulativa. Se o lucro for menor do que o presumido para a base de cálculo ao final do ano contábil, tendo como exemplo, o valor recolhido não terá qualquer dedução. 


3 - Simples Nacional

Estabelecido por meio da ‘Lei Complementar 123’ (dezembro de 2006), o regime Simples Nacional tem como finalidade simplificar o pagamento de impostos de Microempresas (ME), Empresas de Pequeno Porte (EPP) e Microempreendedor Individual (MEI), assim como fornecer um tratamento mais simplificado e diferenciado para os pequenos empreendedores.

As alíquotas podem variar de 4% a 22,90%, divididas em seis anexos que compreendem diversos ramos e atividades econômicas. Os tributos são reunidos em uma única guia (DAS).

De todos os regimes tributários, o Simples Nacional é o mais simplificado e econômico, além de ser o menos burocrático.


Leia mais: e-Financeira: o que é e quem deve entregar


Como escolher o melhor regime tributário para a sua empresa?

Como escolher o melhor regime tributário

É muito importante escolher o regime de tributação mais adequado para sua empresa, pois, assim poderá evitar o pagamento de tributos incorretos ou desnecessários. É indispensável, então, considerar e analisar minuciosamente diversos fatores para fazer a escolha mais assertiva. Veja abaixo algumas características que podem influenciar na decisão:

  • Para empresas com margem de lucro menor do que 32%, o Lucro Real pode ser o mais adequado, uma vez que o recolhimento é feito com base no lucro da empresa;
  • Para empresas que faturam até R$78 milhões por ano, com margens de lucro acima da presunção, o Lucro Presumido é o regime tributário mais benéfico;
  • Para as empresas com faturamento de até R$4,8 milhões, a opção mais adequada costuma ser, por via de regra, o Simples Nacional. 

No entanto, vale ressaltar que apenas o Lucro Real aceita o enquadramento de qualquer CNPJ, o que significa que, nem sempre, uma empresa se enquadra nas demais modalidades.

Há certas limitações para se enquadrar no Lucro Presumido e ainda mais restrições para o Simples Nacional. Além disso, em determinados casos, a empresa obrigatoriamente deve optar pelo modelo Lucro Real. Por exemplo:

  • Instituições bancárias; 
  • Sociedades de crédito, financiamento e investimento; 
  • Sociedades corretoras de títulos, valores mobiliários e câmbio; 
  • Caixas econômicas; 
  • Empresas de arrendamento mercantil; 
  • Cooperativas de crédito; 
  • Empresas de seguros privados e de capitalização; 
  • Entidades de previdência privada, aberta, entre outras.

Sendo assim, como dito anteriormente, busque analisar os atributos da sua empresa e as características de cada tipo de regime tributário para definir qual modalidade se enquadra.


Leia mais: Nota fiscal para honorários de sucumbência


A importância da orientação de um contador

a importância de um contador

Ter a ajuda de um contador é fundamental para criar medidas que reduzam a carga de impostos. Além disso, um contador experiente pode guiar você quanto aos processos que envolvem a abertura e manutenção de um CNPJ, assim como orientar mais assertivamente na hora de definir qual é o melhor regime tributário para a sua empresa. Afinal, a escolha equivocada de um desses modelos causará um grande impacto no caixa do seu negócio.

Contar com uma boa contabilidade fará toda a diferença no momento da escolha.

Agora que você conhece os principais regimes tributários e as características de cada um, que tal abrir seu CNPJ com uma empresa que oferece suporte completo e a abertura grátis para assinantes da nossa plataforma? Ou, se está insatisfeito com sua contabilidade atual, aproveitar nossa troca de contador em cinco minutos?

AccounTech está aqui para ajudar você!

Quer mais? Você também terá conta digital PJ integrada com a plataforma. 


Preencha o formulário abaixo para falar com um de nossos consultores. 
É simples e rápido!


Quer uma contabilidade completa, simples e acessível?

Preencha o formulário abaixo e um de nossos consultores entrará em contato com você!

Nosso time de especialistas entrará em contato em breve através do email e telefone informados.
Ocorreu um erro para processar sua solicitação. Por gentileza tente novamente.

Últimos Posts