6/5/2022

Quais são os custos mensais e anuais de um CNPJ?

Se você deseja abrir uma empresa, essa é uma pergunta que com certeza já passou pela sua cabeça. Afinal, saber quais são os custos mensais e anuais de um CNPJ é importante para todo o seu planejamento financeiro ser adequado. 

Assim, você evita tomar decisões precipitadas ou então, perder uma boa oportunidade de economizar em taxas, juros e impostos. Pensando nisso, nós da AccountTech criamos este conteúdo para sanar as suas dúvidas. Confira: 

Leia também: Orçamento empresarial: conheça os principais erros

Custos fixos, variáveis e híbridos de uma empresa

Antes de falarmos sobre os custos mensais e anuais de um CNPJ em relação a sua contabilidade, é importante entender quais são os principais custos que envolvem e impactam o seu negócio. Ou seja, aqueles que, em grande parte, pesam mais no seu caixa. 

Dessa forma, os custos de qualquer negócio podem ser classificados comumente como fixos ou variáveis. Os fixos, são aqueles que não vão sofrer grandes alterações, e que são cobrados com frequência como, por exemplo, o aluguel do espaço. 

Já os custos variáveis são compostos por aqueles que sofrem alterações de acordo com a sua produção. E com isso, também temos os custos híbridos como a energia elétrica, que pode apresentar um custo fixo em escritórios, mas que pode variar na área da produção.

O que mais influencia nos custos de um CNPJ?

Mulher sentada na mesa fazendo cálculos com calculadora

Além dos pontos comentados acima sobre os gastos de uma empresa, não podemos esquecer as despesas com impostos. Esses valores podem ser bem diversificados. Afinal, são muitos os fatores que podem influenciar no cálculo como, por exemplo: 

  • Tipo de atividade registrada da empresa;
  • Seu faturamento mensal e anual;
  • Regime tributário em que se encontra;
  • Valor da folha de pagamento; 

Em relação ao regime tributário, saiba que eles podem ser: Lucro Real, Lucro Presumido ou Simples Nacional. O mais comum deles que, inclusive, é utilizado por corretores de imóveis, advogados entre outros é o Simples Nacional. 

Simples Nacional 

No Simples Nacional, você encontra as micro e pequenas empresas, que possuem um faturamento de até R$4,8 milhões de reais ao ano. Aqui, os impostos (DAS - Documento de Arrecadação do Simples) são pagos através de uma guia única, com base em suas atividades e faturamento. As alíquotas são: 

  • Comércio: De 4% a 19% no Anexo I;
  • Indústria: De 4,50% a 30% no Anexo II;
  • Serviços: De 6% a 33% no Anexo III;
  • Serviços: De 4.50% a 33% no Anexo IV;
  • Serviços: De 15,50% a 30,50% no Anexo V;

No caso do Anexo III de Serviços, são consideradas participantes as empresas de instalação, reparos e de manutenção, incluindo empresas de odontologia e medicina, laboratórios, academias, escritórios de contabilidade e agências de viagens.

No anexo IV, são considerados os serviços advocatícios, limpeza, obras, construção de imóveis e vigilância. Já no anexo V, estão os serviços ligados a tecnologia, publicidade, jornalismo, auditoria, engenharia entre outros.

Leia mais: Aprenda como emitir a guia de parcelamento do Simples Nacional

Lucro Presumido 

O Lucro Presumido já é um regime tributário que atende aquelas empresas com um faturamento anual um pouco mais elevado, de até R$ 78 milhões de reais. Neste caso, as guias de pagamento são individuais, baseadas em uma parcela do faturamento mensal. 

As alíquotas são divididas entre Comércio e Serviços. No Comércio, temos o PIS (0,65%). COFINS (3%), CSLL (1,08%), IRPJ (1,20%), com alíquota final somada em 5,93%. Já em Serviços, algumas alíquotas são um pouco diferentes. 

Sendo assim, elas são: ISS (2% a 5%), COFINS (3%), PIS (0,65%), CSLL (32% X 9% = 2,88%) IRPJ (32% X 15% = 4,80%), com alíquota final somada em 11,33% a 16,33%.

Além disso, as empresas do comércio também contribuem com outro imposto chamado ICMS e as empresas de serviço com o ISS. Os valores variam de acordo com o local em que o negócio se encontra. 

Lucro Real 

No Lucro Real, não existe um limite de faturamento. Ou seja, ele é destinado para as grandes instituições financeiras. 

Dessa forma, os impostos têm como base de cálculo o lucro líquido. Com isso, temos o PIS (1,65%), COFINS (7,60%), IRPJ (15%), CSLL (9%). Com um adicional de IR de 10% se o lucro trimestral for maior que R$60 mil. 

As mesmas regras para o ICMS e ISS também valem aqui. Ou seja, sofrem alterações de acordo com a região em que o negócio se encontra. 

Não esqueça destes custos fixos anuais 

Agora que você já conseguiu ter uma noção de quais são os principais custos de manter a sua empresa, não podemos esquecer de alguns outros detalhes que também podem entrar para o seu caixa anualmente. 

O primeiro deles é o TFF (Taxa de Fiscalização de Funcionamento). Este, é um imposto anual municipal, que existe para custear as fiscalizações realizadas pela Prefeitura. 

Existe também o TVL (Termo de Viabilidade de Localização), exigido para que ocorra a emissão do Alvará de Localização e Funcionamento, que se não for definitivo, precisa ser renovado todos os anos. 

E por último, mas não menos importante, o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), que é cobrado para as empresas com sede própria. Ou seja, que não alugam algum local. E também, o Certificado Digital, que hoje é necessário para enviar os documentos pelo eSocial. 

A orientação de um contador é essencial 

Mulher sentada na mesa explicando algo por chamada de vídeo

Estar ciente de todos os detalhes sobre quais são os custos mensais e anuais de um CNPJ não é uma das tarefas mais simples já que, conforme apresentamos neste artigo, existem diversos pontos que variam de acordo com cada tipo de negócio. 

Sendo assim, é necessário entender exatamente onde a sua empresa se encaixa e também, de suas necessidades. Por isso, a consulta, orientação e execução de um contador nestes processos é essencial para que erros não sejam cometidos. 

Nós da AccountTech oferecemos para os nossos clientes um suporte completo para todas as fases do seu CNPJ. Desde a sua abertura gratuita até o acompanhamento de seus pagamentos e emissões, através da nossa plataforma integrada de contabilidade digital com conta bancária.

Quer conhecer mais sobre os nossos serviços e clube de benefícios?


Preencha o formulário a seguir e fale com um de nossos consultores.

Quer uma contabilidade completa, simples e acessível?

Preencha o formulário abaixo e um de nossos consultores entrará em contato com você!

Nosso time de especialistas entrará em contato em breve através do email e telefone informados.
Ocorreu um erro para processar sua solicitação. Por gentileza tente novamente.

Últimos Posts